Zé Raimundo
Zé Raimundo
Discursos em plenário

9/8/2011 - Voto de pesar às famílias dos operários mortos em obra.
1411-I
Ses. Ord. 09/08/11                                        Or. Zé Raimundo
Voto de pesar às famílias dos operários mortos em obra.
 
                   O Sr. PRESIDENTE (Leur Lomanto Junior):- Concedo a palavra ao deputado Zé Raimundo pelo tempo de 4 minutos.
                   O Sr. ZÉ RAIMUNDO:- Sr. Presidente, já no final dessa sessão, gostaria também de manifestar, na condição de Vice-Líder do meu partido, o PT, os nossos votos de pesar às famílias dos trabalhadores que foram vitimadas por esse acidente. Quero lamentar este acontecimento, num momento em que o Brasil cresce e que a construção civil é um dos carros-chefe. Infelizmente há, ainda, setores que não cuidam da segurança dos trabalhadores. A primeira lei dos direitos dos trabalhadores foi criada em 1919, exatamente a lei que versa sobre acidente de trabalho. Quero lamentar e desejar que as lideranças possam conduzir as reivindicações para melhorar as condições de trabalho.
                   Também gostaria de trazer, aqui, muito rapidamente, os nossos cumprimentos, os nossos abraços aos amigos, aos companheiros de Boa Nova pela passagem de mais um aniversário dessa importante cidade do planalto de Vitória da Conquista. Boa Nova tem lideranças do meu partido, e quero deixar um abraço para o companheiro Zenóbio, Dra. Ana e Eliane Amparo, pessoas que lideram os movimentos sociais e a luta em defesa dos trabalhadores daquela cidade, e são militantes do nosso partido que nos apoiaram nas últimas eleições.
                   Quero também, aqui, deixar registrada a solicitação, a reivindicação do prefeito Pacífico Luz, de Ribeirão do Largo, ao Derba. Estamos encaminhando uma correspondência ao Dr. Saulo Pontes e ao secretário Otto Alencar para viabilizarmos a reforma, o patrolamento e o cascalhamento da BA-270, subtrecho importante de Macarani a Nova Brasília, que tem um acesso nas proximidades de Ribeirão do Largo. O prefeito pede, encarecidamente, que tomemos essa medida para melhorar as condições de trafegabilidade naquele município.
                   Sr. Presidente, quero dizer também que a visita que fizemos, ontem à tarde, ao CNJ com toda a comissão suprapartidária, foi muito importante. Fomos recebidos pela ministra Eliana Calmon, cujas ideias já fora divulgadas na Bahia, e essa reunião foi muito produtiva, porque há aspectos e nuances que foram colocados que a comissão, amanhã à tarde, às 16 horas... Estamos marcando a reunião na sala do cerimonial da Mesa Diretora para refletirmos e continuarmos dialogando e debatendo, mas, agora, num caminho de afunilamento do projeto. A data da votação, 30 de agosto, já foi marcada e até lá vamos, da forma mais consensual possível, levar no relatório as ideias básicas para votarmos esse projeto, que tenho certeza ajudará a melhorar os serviços cartoriais na Bahia.
                   Como último tema que trago, aqui, nesta breve comunicação, quero pautar essa reflexão sobre o acontecido em relação às ações da Polícia Federal, que tem, quando trata de homens públicos, uma ampla divulgação, eu diria até uma forma espetacular de se divulgar, que, muitas vezes, escondem problemas muito mais sérios. Acho que a classe política, a corporação política, essa camada tem a responsabilidade de fazer uma reflexão e ir a fundo porque, a meu ver, é a natureza do Estado brasileiro. O Brasil precisa de uma reforma política a mais ampla possível, que separe o papel dos partidos e das instituições estatais e avance no sentido de promover uma democracia com controle social.
                   Esse é o ponto fundamental. Não adianta a gente se queixar da violência dos rios. É importante olhar as margens. Esse problema político nacional é estrutural. Se os partidos políticos não tiverem a coragem de fazer uma reforma profunda, a política vai ser a atividade mais desqualificada.
                   São essas as minhas considerações nesta tarde, Sr. Presidente.
                   (Não foi revisto pelo orador.)
 
 
 
Alba Canal Assembléia
23/12/2015 O que se esconde atrás do ódio ao PT? Por: Leonardo Boff
Waldenor Deputado Federal

Zé Raimundo ® todos os direitos reservados.
Este site foi desenvolvido pela 2Pontos Agência Digital